O Teorema Katherine - John Green

17:50

SINOPSE: 
Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.


Mas você será um vencedor - o pai dizia. - Precisa imaginar isso, Colin, que um dia eles todos vão olhar para trás, para a vida deles, e desejar ter sido você. No fim das contas você terá o que todo mundo quer.


Sinceramente tive que pular todas as resenhas que eu tinha para fazer, por que preciso muito falar sobre O Teorema Katherine.

O livro narra a história de Colin e seus dezenove relacionamentos com Katherine’s. Colin é um ex-garoto-prodígio literalmente fissurado em anagramas (o que é a total graça do livro e coisa de gênio). Colin acabou de terminar mais um relacionamento, ou melhor: K-19 terminou com ele. Sim, ele não sabe por que de repente sempre são elas quem terminam aquilo que, para ele parece ser eterno – acho. 

Então, depois de tanto se lamuriar Colin embarca em uma viagem de carro - Rabecão de Satã - com seu melhor-único-amigo-mulçumano, Hassan. É uma viagem sem destino, tudo para que Colin possa esquecer suas decepções amorosas, até que eles chegam ao Gutshot, onde para mim o enredo começou a andar. 

Em Gutshot, Colin e Hassan conhecem uma garota, a incrível Lindsey. É na casa dela que eles passam essa pequena temporada e onde também conseguem um emprego, oferecido por Hollis, mãe da garota, mesmo que o emprego oferecido não pareça um emprego (risos). 

É nessa cidade que o Colin tem uma ideia; uma eureca. Colin simplesmente resolve criar um anagrama, uma teoria, uma formula que explique os fins dos relacionamentos. Essa loucura toda se baseia entre os Terminantes e os Terminados. Então, esse anagrama move toda a história junto com os ex-relacionamentos do Colin, criando uma historia fantástica. 

Assim, não é a melhor história do Green, por que acho que nada que ele escreva irá superar A Culpa é das Estrela, no entanto é algo inenarrável. 

O inicio é meio chato, mas conforme a leitura vai sendo aprofundada, nos deparamos com um Colin não muito diferente das pessoas em geral. O garoto só quer ser amado; ser importante para o mundo, ou quem sabe por uma pequena parte da população. E é isso o que queremos né?, apesar de parecer algo egocêntrico. No fim das contas ninguém quer estar à margem da sociedade. E sim, Colin é muito engraçado o que também é um ponto positivo no livro. Juntando o Hassan e a Lindsey: pimba! Perfeito!

É um livro que vai falar com você e te fazer questionar inúmeras coisas sobre a vida, sobre você mesmo. Então, sim, o mundo precisa ler O Teorema Katherine. E acreditem se quiser: anotei 21 quotes de tão genial que o livro é!

PS: fiquei pensando que o Green encarnou o Colin geral, por que né?, ta um livro de outro nível, super bem estruturado!

Até a próxima. 


You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images