Sábado à Noite - Babi Dewet

15:33

Essa é a nova edição de SAN, que foi lançado de forma independente em 2010, e hoje chega às livrarias pelo Selo Generale (Editora Évora). É o primeiro livro de uma trilogia repleta de amor, música e amizade. Amanda é popular na escola e os amigos do seu amigo de infância são considerados os ‘marotos’ do pedaço por desrespeitarem as regras. Tudo ao seu redor acaba desmoronando quando um amor mal resolvido volta à tona e a sua amizade é posta em prova. Se não bastasse, seu diretor resolve dar bailes aos sábados e uma misteriosa banda mascarada foi convocada pra tocar. Mas suas letras dizem tanto sobre ela… Afinal, quem são esses mascarados de Sábado à Noite?





Se lembra de quando desenhei nossos nomes na areia e você me disse que amava?

Olá pessoas, conforme o prometido estamos de volta. Não sei se ainda sei fazer resenha – brincadeira – por isso vamos com calma. A resenha da vez é Sábado à Noite e para os íntimos simplesmente SAN!

A história gira em torno de um grupo de amigas – populares – e um grupo de amigos - não populares, os Marotos. Ai você já sabe que a coisa não vai prestar né?, se bem que como reza a lenda: os opostos se atraem – não que eu acredite muito nisso. 

Enfim, Daniel sempre foi apaixonado por Amada, quer dizer, desde que ele colocou seus pés pela primeira no colégio que agora esqueci o nome e não é importante e isso já tem anos. Amanda também sempre foi apaixonada por Daniel, a questão é que uma de suas melhores amigas também era apaixonada pelo carinha e para a garota amizade vem sempre em primeiro lugar, hum, oquei, não vamos esquecer de que Daniel faz parte do grupo de NERDs perdedores e Amanda, integrante do grupo abelhas-rainhas nunca, em hipótese alguma poderia se envolver com um deles, certo?

Eis que o diretor do colégio resolve oferecer um baile de Sábado à Noite aos seus queridos alunos e de quebra, junto com o baile surge uma banda de caras mascarados que em suas letras de músicas resolve, digamos assim, narrar sobre algumas historias de amor. 

Pronto, isso basta para a euforia alheia e todo mundo quer saber quem são esses caras mascarados. QUEM SÃO ESSES CARAS?!!!!! A verdade é que as respostas estão ali para quem quiser saber, mas quem em nome de Deus levaria fé em grupo de perdedores?!

Bem, sinceramente antes de começar a ler SAN pensei que não iria gostar da história por que, sei lá, pela sinopse a coisa toda me parecia obvia demais. Ai comecei a ler e não gostei. Dei mais uma chance e não aquetei até terminar de ler, afinal eu queria saber como tudo se resolveria – e olha que eu estava em plena semana de prova.

O romance da Amanda e Daniel – calma pessoal, aqui não é Revenge – de longe parece um tanto besta, mas a Babi fez algo genial e de repente, não sei como você se sente envolvido com tudo, como um deja-vú, afinal é como voltar ao colegial, ao seu primeiro amor, a troca de olhares, as conversas idiotas, as brincadeiras sem nexo [...] é tudo muito real, por que quem nunca viveu algo tipo a vida-romance de Amanda e Daniel, literalmente não teve vida! Se bem que a Amanda as vezes era um pé no saco e tudo o que eu queria era abrir os olhos daquela garota ou oferecer algumas respostas. 

Quando terminei de ler o livro, olhei para a foto da Babi e disse: Cara, você é uma genia! E bem, vocês devem ler Sábado à Noite e se apaixonar por essa história tão bem feita que chega a ser como comer brigadeiro em uma noite de chuva – fiquei viajando nas letras das músicas!

Agora só esperar para SAN2 né? 

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images