A Hospedeira - Stephenie Meyer

22:12



SINOPSE:


Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.


Não é o rosto, mas as expressões nele. Não é voz, mas o que você diz. Não é a sua aparência neste corpo, mas as coisas que você faz dentro dele. Você é bonita... 


Como A Hospedeira tem estréia marcada nos cinemas essa semana, resolvi fazer uma resenha sobre o livro, embora tenha um tempinho que o li.

Em A Hospedeira, vemos o mundo através dos olhos de Melanie Styder, não, quer dizer, não esses olhos e sim os de Peregrina, a nossa - pelo menos a minha - amada Peg. Ela é uma alma recentemente instalada em sua hospedeira. O provável é que, aos poucos essas almas sucumba os pensamentos, as memórias, etc, de seu hospedeiro até que se torne dono do corpo; uma só alma vivendo em um único ser.

No entanto Melanie não quer desaparecer. Ela ainda está lá, Peg ainda pode ouvi-la em sua mente enquanto Melanie luta para tentar controlar mais uma vez o que é seu por direito e agora existem duas almas habitando um mesmo corpo. Aos poucos, involuntariamente, Peg é pega pelas memórias da Melanie, memórias de uma família, um irmão, uma civilização escondida... um amor. Jared. E é ai que a historia começa a acontecer de verdade, afinal, sem saber Peg também se sente atraída pelo rosto que atormenta a sua nova vida, principalmente as lembranças; em suas outras vidas ela jamais sentiu tamanha intensidade quanto agora. Sem saber como Peg e Melanie se tornam cúmplices uma da outra e é com esse novo laço que Peg é guiada a uma aventura que ameaça o resto da humanidade... ou a estabilidade das 'almas'.

É claro que adorei o livro! Sou suspeito par falar né? Apesar de todas as criticas eu amo a escrita da Meyer e o universo que ela criou em A Hospedeira. Só pra resumir: não houve guerra, nem disco voadores ou qualquer coisa do gênero, esses novos alienígenas, simplesmente venceu o ser humano através da inteligência (costumava dizer que eles eram como cobras que agem na surdina, nada de alarde...) de repente o mundo tinha sido invadido e pronto!

Peg, Peg, Peg! Devo dizer que amei-a desde o principio? Meyer construiu uma personagem tão forte, tão corajosa e altruísta que me cativou de cara, ou seja, apesar de todo o preconceito com a autora, Peg é totalmente diferente da Bella, mas é obvio que a historia, mais uma vez gira em torno do amor - embora não aquele amor suicida "mato e morro por você", acho.

Enfim, enfim, penso que vocês deveriam ler A Hospedeira, a escrita de Meyer ainda é a mesma, porém ficou algo bem mais explorado e bom, assistam a A Hospedeira nos cinemas a partir do dia 29! E para você que ainda não viu o trailer, confira!


You Might Also Like

4 comentários

  1. Parabéns pela resenha Matheus! Já li A Hospedeira e confesso não ter gostado. Achei o começo do livro sem pé e sem cabeça e o restante da história bastante confusa. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei da ideia da estória, mas não sei muito o que esperar, sei que a meyer envolve com sua ideia, mas nem todas eu compro :)

    http://enfimshakespeare.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá! Deixei um selinho pra você em meu blog.
    Beijos.

    Hey Karol
    http://heykarol.blogspot.com.br/2013/03/mais-memes-selinhos-e-tags.html

    ResponderExcluir
  4. Estou indo assistir o filme agora, espero que valha a pena!

    ResponderExcluir

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images