Charlotte Street - Danny Wallace

15:39



SINOPSE:

Tudo começa com uma garota... (porque sim, sempre há uma garota...) Jason Priestley acabou de vê-la. Eles partilharam de um momento incrível e rápido de profunda possibilidade, em algum lugar da Charlotte Street. E então, em um piscar de olhos, ela partiu deixando-o, acidentalmente, segurando sua câmera descartável, com o filme de fotos completo... E agora Jason — ex-professor, ex-namorado, escritor e herói relutante — se depara com um dilema. Deveria tentar seguir A Garota? E se ela for A garota? Mas aquilo significaria utilizar suas únicas pistas, que estão ainda intocáveis em seu poder... É engraçado como as coisas algumas situações se desenrolam...




Havia uma garota atrapalhada com a porta do táxi e suas sacolas. E não sei por que, mas perguntei se precisava de ajuda. E ela sorriu para mim. Um sorriso inacreditável.

Verdade seja dita eu nunca sei como começar uma resenha, por isso ando demorando pra postar, mas tudo bem, vamos lá!

O livro da vez é Charlotte Street que narra a história do hilário Jason Priestley, um fracassado ex-professor que divide com o seu melhor amigo Dev um apartamento que fica em cima da loja de vídeo-game e ao lado de uma agência que todos insistem confundir com um bordel – o mais engraçado de tudo -, sem falar que ele é super confundido por ter o mesmo nome e sobrenome de um ator famoso ai, enfim.

Agora Jason não passa de um freelancer de um jornal gratuito, onde atua como critico de novidades e afins que circulam pela adorável Londres, além de claro ser uma pessoa que até então não conseguiu aceitar o fim do relacionamento com a sua ex-noiva que “está no melhor momento de sua vida”, ou seja, pronta para casar, com outro cara – a fila anda meu bem!

Então a vida de Jason muda completamente quando, ao ajudar uma moça cheias de sacola a entrar no táxi e ele acaba que ficando com a maquina fotográfica descartável dela. De alguma forma Jason acredita que tudo na vida tem um começo, é proposital, ironias da vida, sei lá!, enquanto Dev acredita que tudo na vida é coisa do destino! 

Então Jason decide procurar pela dona da maquina fotográfica e dá inicio a uma longa e cansativa saga – acreditem se quiser, vou falar uma coisa pra vocês e se não quiserem ler esse pequeno spoiler é melhor pular para o próximo parágrafo: praticamente todas as 400 páginas desse livro é essa busca idiota,  perto da 150 eu já estava cansado da ladainha me perguntando quando essa mulher iria aparecer! PQP!

Bem, a historia é inteiramente narrada pelo Jason e posso dizer que até flui, mas pra ser sincero preferia que fosse narrado pelo Dev, Abbey ou qualquer outra pessoa, por que o Jason, apesar de ter 32 anos me parece o personagem mais fútil e cheio de medos que já “conheci” nessa vida!

Adorei a Abbey, ah, ela é aquela garota decidida que sabe o que quer e que ajudou e muito colocar alguma coisa na cabeça de vento do nosso narrador. Dev também foi uma surpresa e cá pra nós, no fundo ele sabe que nem tudo é o destino! Hahaha!

Não é o pior livro que já li, nem o melhor, dá pro gasto por que no fim das contas, apesar de todas as besteiras que o Jason faz, tudo contribui para o seu crescimento, se é que vocês me entendem.

No fim – como até hoje – não consegui dá uma nota de fato ao livro, estou com os pontos negativos e positivos ainda oscilando em minha mente e fico me perguntando por que diabos esse numero de paginas toda, se poderíamos contar a historia em umas 200, sei lá! Acho que alguns autores ainda não entenderam que é melhor contar uma boa história em 100 páginas do que escrever algo maçante – outras vezes confusas – em 400!

Enfim, não posso ficar falando ate que o mundo acabe, várias pessoas adoraram o livro e é melhor vocês lerem o livro e tirar suas conclusões e se leram, bom, vamos discutir por que estou precisando e muito disso, rs. 

Adquiram o livro na Livraria Cultura ou Saraiva! (Preços em conta!)

E é isso! Abraço a todos!

You Might Also Like

3 comentários

  1. Parabéns pela resenha Matheus! Estou ansiosa para ler Charlotte Street e espero não me decepcionar. Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Estou cada vez mais animada para ler Charlotte Street, ele é tão lindo *--*
    Bom, esse negócio de páginas desnecessárias irrita mesmo, talvez eu também pense da mesma forma que você... veremos.

    Beijos
    Geê - almaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Quando vi os lançamentos do mês da NC me animei bastante para ler Charlotte Street, mas estou perdendo a vontade aos poucos, sério. Li alguns comentários positivos e outros nem tanto, mas estou começando a achar que o livro não é o que eu estava imaginando (essas minhas expectativas...)

    http://trouxesteachave.wordpress.com/

    ResponderExcluir

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images